TIRANA

Tirana é a capital e maior cidade da República da Albânia. Foi fundada em 1614 por Suleiman Paxá e tornou-se capital da Albânia em 1920. Tirana é também a capital do distrito de Tirana.

Existem dois principais rios que correm pela cidade de Tirana. A cidade também contém um total de quatro lagos: o lago Tirana, o lago Koder-Kamez, lago Farka, e o lago Tufina.

Tirana

É actualmente o maior centro industrial e comercial da país e abriga a Universidade de Tirana, fundada em 1957. Aos poucos vem desenvolvendo a actividade turistica, apesar dos recentes conflitos em países vizinhos como a Bósnia-Herzegovina, a Macedónia e ao Kosovo.

Em termos económicos a Albânia é um país pobre e atrasado para os padrões europeus. Atualmente faz uma transição difícil para uma economia mais liberal. Possui reservas importantes de gás natural e petróleo. Nos últimos dois anos a economia do pais tem um forte crescimento.

O ponto mais alto da capital da Albânia Tirana mede 1828 metros.

O QUE VISITAR EM TIRANA

A Torre do Relógio ou Torre Kulla e Shatit

Kulla e Shatit

A Torre do Relógio chama-se Kulla e Shatit e está localizada na praça central de Tirana, ao lado da mesquita de Et’hem Bey. Começou a ser construida em 1821, e foi terminada apenas com a ajuda das famílias mais ricas de Tirana. Há uma tradição na cultura muçulmana de que quem tem mais dinheiro tem de dar, normalmente uns 10% dos seus ingressos anuais, para projectos de bem comum, ou aos pobres da cidade que sejam mais necessitados. É graças a isso que muitos edifícios nos Balcãs puderam ser construidos, porque os cofres do estado não estavam suficientemente cheios para os poder terminar. A colocação da torre do relógio foi obra da família Tufina. Em 1928, o estado Albanês comprou um relógio alemão mais moderno, e a torre foi ampliada até alcançar os 35 metros de altura. A Kula e Sahatit foi danificada durante a Segunda Guerra Mundial, mas foi dos primeiros edifícios que se voltaram a construir no final da guerra, já que era um monumento emblemático da cidade de Tirana. Pode subir até o cimo e ver a cidade por um euro.

MESQUITA ET´HEM BEY

 

Mesquita Et’hem Bey

A mesquita de Et´hem Bey encontra-se no centro de Tirana, a capital da Albânia. Começou a ser construída em 1789, e tem o nome de Molla Bey que a iniciou. Foi terminada em 1823, graças ao trabalho do seu filho Haxhi Et´hem Bey. Este era um descendente do paxá Suleyman, um general do Império Otomano que fundou a cidade de Tirana em 1614.
Nesta época só tinha construídos uma mesquita, os banhos públicos e uma padaria. Podia-se então rezar, estar limpo e comer, tudo o que era necessário para uma cidade desta época.
A mesquita é considerada a mais bonita da Albânia e tem umas decorações exteriores em belo estado de conservação, lamentavelmente as do interior só as podem admirar os que se inscrevem numa visita guiada à mesquita.
As pinturas representam árvores, cataratas de água, pontes e natureza – o que é algo raro na arte islâmica. Durante a época comunista, a mesquita permaneceu encerrada, e assim seguiu até Janeiro de 1991, quando apesar da interdição dos comunistas, milhares de pessoas entraram na mesquita com bandeiras do país. Foi um dos pontos a favor da queda do regime comunista.

PRAÇA SKANDERBEG

A praça Skanderbeg surpreende pelo seu tamanho. Na verdade, Tirana é a capital da Albânia, mas é como uma aldeia, não é uma grande cidade e ter uma praça tão imensa não serve mais do que para recordar a época comunista, quando se necessitava de um espaço tão grande para deixar o exército passar, e outros desfiles nos quais se recordava a potência do governo no poder. A praça tem o nome do herói nacional albanês, Skanderbeg, também chamado Iskander Bey em turco. Nasceu em 1405, e é um dos personagens mais fomosos da história da Albânia. Diz-se que era a encarnação do dragão que se encontra na bandeira do país (um dragão negro com fundo vermelho). Skanderbeg combateu contra o império otomano, e conseguiu mantê-lo fora do seu país durante duas décadas. Considerando o tamanho da Albânia e a força do império Otomano, foi um feito incrível. Agora, no centro da praça, encontra-se uma estátua de Skanderbeg, montado num cavalo, ao lado da bandeira do país. Na praça encontra-se a ópera, a torre do relógio, a mesquita e outros edifícios oficiais.

PRAÇA SKANDERBEG

PIRAMIDA

Piramida é o Centro internacional da Cultura. É um edifício que está a Sul da grande praça Skenderbej de Tirana. Foi construída em 1987, segundo um projecto da filha de Enver Hoxha. Hoxha foi o líder da República Popular da Albania, desde o final da Segunda Guerra Mundial até 1985, ano da sua morte. É um edifício exótico, que não tem nada a ver com os restantes edifícios oficiais da cidade. É muito mais futurista e colorido, que é algo que faz falta à capital. Actualmente é usado para convenções, exposições e outros eventos artísticos, que se realizam durante o ano em Tirana. O filho do Presidente Bush deu um discurso em frente de Piramida, que é um dos edifícios mais representativos da cidade de Tirana, independentemente se gostamos ou não. Foi o edifício mais caro para o povo albanês durante a época comunista e, agora querem modificá-lo, porque não é nada prático. Os novos projectos serão também feitos pela filha de Hoxha.

PIRAMIDA

ÓPERA DE TIRANA

Situada na Praça Skenderbej, a ópera de Tirana forma parte de uma rede, juntamente com as óperas da Europa central e de Leste. O teatro nacional de ópera e ballet é o maior teatro do país, e tem dois corpos, de música e dança, residentes por ano. O teatro é muito recente, foi criado em 1953, mesmo depois da segunda guerra mundial, na era comunista. O bom foi que este teatro ajudou a desenvolver as belas artes na capital Tirana, porque antes não havia nenhum lugar onde representar, e desde a sua criação chegaram grupos e orquestras de vários países do bloco comunista. O mau foi que, tal como os outros edifícios comunistas oficiais, é muito feio. Optaram pelo mais prático e não pelo mais belo. É um bloco de cimento cinzento que construiram na praça central e não muito mais. Hoje apresentam obras de ópera de compositores albaneses e internacionais. Os bilhetes podem ser comprados ali mesmo, das 9 às 12 e das 15 às 19. Ainda não têm muitos fundos para se financiarem, não sendo assim muito criativos.

Ópera de Tirana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>