ESTOCOLMO

Estocolmo é a capital e maior cidade da Suécia. Localiza-se na costa oriental do país, no mar Báltico. A cidade é, administrativamente, uma municipalidade dentro do Condado de Estocolmo. A população da cidade em si (“Innerstad“) é de 761.721 habitantes. Incluindo os seus subúrbios, a sua população sobe para 1.695.946. A sua área metropolitana é conhecida por “Stor-Stockholm” (Grande Estocolmo). Foi fundada em meados do século XIII, sendo a capital sueca desde 1634. Como tal, é sede do governo e do parlamento da Suécia. É também a residência do chefe de estado, Carl XVI Gustaf. Realizaram-se aqui os Jogos Olímpicos de Verão de 1912. Estocolmo fica na parte litoranêa da Suécia. Está situada num arquipélago de 14 ilhas e ilhotas, unidas por 53 pontes, na região onde o Lago Malaren encontra o Mar Báltico. Seu relevo é de planície, chegando no máximo a 200 m de altitude em relação ao mar em alguns pontos.

É o centro comercial, industrial, financeiro, dos transportes e cultural do país. As suas indústrias são variadas como, por exemplo, alimentar, têxtil, tecelagem, componentes elétricos, maquinaria, artigos de metal, têxteis, borracha, papel, química, cerveja, eletromecânicas, gráficas, construção naval e turística. O maior polo industrial da Suécia situa-se na área moderna da cidade de Estocolmo. A cidade possui uma Universidade, uma Biblioteca Real, a Fundação Nobel (fundada em 1900, que atribui os prémios Nobel), a Academia Sueca, o Instituto Real da Tecnologia, Conservatórios e a Escola de Belas-Artes. As ligações com a Finlândia são asseguradas por frequentes carreiras marítimas e o principal aeroporto internacional localiza-se em Arlanda, a 40 km de Estocolmo. As áreas suburbanas da cidade e os bairros modernos ligam-se ao centro através do metropolitano.

Estocolmo

Aspetos Turísticos e Curiosidades


A cidade de Estocolmo possui muitos espaços ao ar livre como um jardim zoológico e um museu ao ar livre no Parque Municipal de Skansen. Foi um projeto-piloto na área da museologia e contrasta com o Palácio Real de verão de Drottningholm. Os museus a destacar na cidade são o Museu Sueco de História Natural; o Museu Nacional que reúne coleções de esculturas, quadros, esboços e gravuras; o Museu de Arte Contemporânea; o Museu Nacional de Ciência e Tecnologia; o Museu Etnográfico da Suécia e o Museu Marítimo Nacional, que está dedicado à história da marinha mercante da Suécia. As ruas medievais são quase todas interditas ao trânsito e nelas se localizam muitas lojas de antiguidades e as casas burguesas do século XVII, agora sedes de empresas, escritórios e residências particulares. A leste da velha cidade existe um grupo de ilhas em que as suas construções possuem as fachadas voltadas para o cais, onde atracam iates e barcos a motor. Na ilha de Djuvgaden existe um museu onde se conserva o Wasa, um navio de guerra que se afundou no porto de Estocolmo. A norte, no Bairro de Hogtorget existem muitos arranha-céus, que foram substituindo a zona comercial e residencial do século XIX. A cidade de Estocolmo foi designada Capital Europeia da Cultura para o ano de 1998.

O QUE VISITAR EM ESTOCOLMO

O Palácio Real ou Kungliga Slottet (3ª-Domingo 10:00 às 16:00, 12 euros)

Palácio Real ou Kungliga Slottet

Residência actual dos reis, assenta-se sobre as ruínas do castelo Tre Kronor que ardeu no século XVII. É o maior palácio real do mundo e alberga vários lugares de interesse como o tesouro real, os aposentos reais, o Museu Tre Kronor ou o Arsenal Real. Junto ao palácio eleva-se o Obelisco, frente ao qual está a Storkyrkan (3ª-Domingo 10:00 às 16:00, 5 euros), a catedral real da Suécia. O seu emblema é a escultura de São Jorge e o dragão, de 1494.

Nobelmuseet (Börsen Bldgate)

De visita obrigatória. O museu faz uma repassagem pela história dos prémios Nobel e das personagens galardoados. Mas se não lês em inglês não tem muito sentido que entres. E se és um fã dos Prémios Nobel não deves deixar de visitar A Sala Azul e Dourada da Câmara Municipal acolhe as festividades dos prémios Nobel. (Só se pode entrar no Verão com visitas guiadas às 10.00, 11.00, 12.00 e 14.00, 8 euros).

Nobelmuseet

Riddarhuset

Riddarhuset

Foi a casa da nobreza do século XVII, actualmente é um museu que guarda 2500 escudos de armas. Se gostas do tema medieval e as armas não podes perder o Museu Medieval na ilha Riddarholmen, perto da Câmara Municipal.

O Skansen

Skansen

Foi o primeiro museu ao ar livre do mundo. Mais de 150 casas tradicionais e outras amostras da cultura sueca ocupam a colina. O Nordiska Museet repassa através de numerosos objectos as tradições e civilizações suecas.

 Vasamuseet

Obra de Rafael Moneo, guarda o barco Vasa, a única nave de guerra do século XVII que se conserva reconstruída na sua totalidade. Foi recuperado das águas faz mais de três décadas. O Junibacken recria cenas dos livros infantis de Astrid Lindgren, a criadora de Pipi Calzaslargas.

Vasamuseet

CURIOSIDADES

A comida sueca mudou muito na última década, graças à abertura de vários restaurantes de comida internacional em Estocolmo. A zona moderna Sodermalm é a zona ideal para comer bem e variado, para comida tradicional o melhor são os restaurantes do casco antigo ou Gamla Stan, embora sejam muito caros. Os preços são altos como em todos os países nórdicos. Alguns supermercados vendem comidas preparadas a bom preço como Hemköp (Klarabergsgatan 50) e 7 Eleven. Por toda a cidade podem-se ver os estabelecimentos da cadeia Gatukök onde vendem hambúrgueres, cachorros quentes e sande a bom preço. Como sempre os postos de kebab e pizza são uma boa opção.

A animada vida nocturna de Estocolmo tanscorre nos bairro de Norrmalm, Sódermalm, Götgatan, Östgötagatan e Skanegatan, onde as distâncias entre os locais são curtas. Os bares de copos e clubes mais na moda estão em Stureplan, há que pagar entrada e as cervejas são caríssimas. É proíbido fumar em todos os bares suecos. O lugar mais curioso é o Ice Bar (Vasaplan, dentro do Nordic Sea Hotel), um local a -5ºC decorado inteiramente com esculturas de gelo.

Ice Bar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>