ATENAS

A vasta área metropolitana de Atenas é delimitada pelas alturas do Parnete, do Pentelico e do Imeto: na área da grande Atenas, que constitui uma entidade administrativa autónoma, adensa-se 30% da população da Grécia. O grande desenvolvimento demográfico da cidade de Atenas na Grécia é um facto relativamente recente, devido à assunção do papel de capital 1834. Chegaram depois grandes fluxos migratórios: nos anos vinte afluiram a Atenas milhares de gregos repatriados da Turquia. No decorrer de um século a área metropolitana de Atenas atingiu um milhão, triplicado desde o pós-guerra até hoje pela forte imigração dos campos.
A estrutura urbana de Atenas é por conseguinte mais recente, com poucos vestigios anteriores: a Acrópole, com os maiores monumentos da Idade Clássica, um antigo bairro popular e a pitoresca Pláka. O centro comercial situa-se a nordeste do centro histórico, estando estruturado sobre uma instalação viária que tem os seus pontos cardeias nas praças Omonia e Sintagma e sobre as avenidas de grande comunicação. Além do centro administrativo e monumental estendem-se os grandes bairros residenciais.Os poucos parques públicos estão reagrupados à volta do centro da cidade. O papel de capital concentrou em Atenas todas as actividades directivas: a cidade de Atenas apresenta-se então como um importante centro terciário, estando entre o grande pólo do comércio internacional, graças també, ao activismo porto do Pireu.
A indústria, ainda que não represente a principal actividade da cidade, faz dela, de qualquer modo, o primeiro centro industrial da Grécia, com instalações mecânicas e quimicas, alimentares, tabaqueiras e têxteis. A concentração das actividades económicas em Atenas determina também uma forte concentração da riqueza.

Por ocasião dos Jogos Olimpicos de 2004, foram realizadas em Atenas importantes intervenções urbanisticas, visando a valorização e a recuperação do património histórico e arquitectónico já existente. O objectivo primário foi o de tornar a cidade de Atenas mais fruivel por cidadãos e turistas, dando melhor acesso às riquezas históricas e arqueológicas. O exemplo mais significativo é o novo parque arqueológico de Sintagma que inclui todas as principais zonas arqueológicas da cidade ( a Acrópole, a Academia, a Via Sacra, a Ágora antiga e a romana, o Zápion e o Estádio Panatenaico ), ligadas entre si por percursos pedonais contornados por plantas.
História e arte encontraram também no metropolitano, onde algumas estações foram concebidas como pequenos museus subterrâneos: nas estações de Akropolis e Dafni estão expostos os novos achados vindos à luz no decorrer das obras para ampliação da linha, juntamente com reproduçao dos painéis de Parténon, cujos originais estão actualmente em Paris e Londres; por sua vez as estações de Mousiki e Sintagma foram transformadas em galerias de arte contemporânea.

Platia Omonia, ou seja Praça da Concórdia, é uma das praças centrais de Atenas, situada a norte da cidade antiga, no ponto nevrálgico de onde partem as principais artérias: odós Athinas atinge plátía Monastiráki e a Pláka a sul, passando pelos Mercados Gerais, odós Pireos vai na direcção sudoeste para o porto de Pireu, enquanto odós stadiou e odós Venizélou seguem paralelamente para sudeste até confluir na praça Sintagma. Á volta da praça, que na sua origem deveria ter sido um castelo, desenvolveu-se a partir do século XIX a capital moderna.

A grande praça Sintagma, assim denominada após a revolução de 1843 na Constituição, é o coração da cidade moderna e o centro financeiro e institucional de Atenas. Aqui situam-se o Banco Central, o luxuoso Hotel Grande Bretanha ( http://www.grandebretagne.gr/ ), o mais antigo da cidade, remontando a meados do século XIX, e o palácio neoclássico do Parlamento que em tempos era o Palácio Real, construído entre 1834 e 1838 por Friedrich von Gartner, aquando da reconquista da independência do país. Perante o edificio eleva-se o monumento ao Soldado Desconhecido, a que montam guarda dois soldados de infantaria, os soldados gregos do típico uniforme tradicional, enquanto a sul e a este se estende o Jardim Nacional, projectado em 1838 pelo botânico Karl Froos por vontade da Rainha Amélia.

A CIDADE E OS SEUS MONUMENTOS

A Acrópole, colina calcária fortificada com a altura de 156mts., é o emblema da capital Grega local simbolo por excelência da Antiguidade clássica. Escolhida pelos reis atenienses pela sua posição como fortaleza e habitada desde a época micénica, este cume torna-se o centro religioso da pólis. O seu máximo esplendor remonta aos tempos de Péricles quando foram erguidos os monumentos que ainda hoje admiramos: o Parténon, o Erectéion, o templo de Atena Nike e os Propileus. As robustas muralhas da época micénica foram substituidas no temo de Temístocles por uma nova cerca, depois modificada por Címon do lado meridional. Os templos arcaicos, o maior dos quais era o de Atena Poliade, foram destruidos pelas incursões persas. Deles apenas restaram as fundações e algumas estátuas e fragmentos que se encontram no Museu da Acrópole.

A PLÁKA

A Plaka é o bairro mais antigo, o mais tipico e mais famoso dos bairros atenienses. Estende-se a norte da Acrópole sob o Parténon que o domina do alto. Apresenta uma estrutura urbanística tortuosa que testemunha as matrizes bizantina e otomona do bairro e que fazem dele um local de características únicas. O coração da Pláka é a plátia Monastiráki, no centro da qual se encontra a igreja da Pantanassa, em tempos anexada a um mosteiro que deu o nome á praça.

O QUE FAZER EM ATENAS

Ao contrário de muitos destinos europeus, a Capital da Grécia Atenas provavelmete não será o destaque de sua visita ao país. As ilhas que circundam a Grécia continental oferecem uma grande variedade de coisas para fazer. Em contraste, Atenas é uma cidade moderna com trânsito, movimento e ruas metropolitanas agitadas. Ainda assim, certamente você deveria conferir os inúmeros marcos históricos e culturais de Atenas.

Visite os monumentos históricos de Atenas: a Acrópole e o Partenon

Partenon em Atenas, Grécia

Não importa onde esteja em Atenas, você poderá ver a Acrópole, um dos mais significativos monumentos do mundo antigo. A “Rocha Sagrada” olha de cima uma cidade que agora é moderna. O Partenon, que fica no topo da Colina da Acrópole, significa “o aposento da virgem” e foi construído em homenagem à deusa Atena. Passe pela Porta de Beulé e pela entrada original da cidade, Propileus e entenda a glória desses monumentos antigos.

Veja mais maravilhas da antiguidade

A Ágora em Atenas, Grécia

Local de visitas favorito de Sócrates, a Ágora foi o ponto central da vida política e social na antiga Atenas. Não perca o Templo de Hefesto e o Stoa de Átalo. A seguir, visite o maior tempo da Grécia, o Templo de Zeus que levou cerca de 700 anos para ser construído. A construção magistral de tamanho colossal vai impressioná-lo.

Suba até a Cidade Velha

Plaka em Atenas, Grécia

Em torno das encostas norte e leste da Acrópole, se situa o adorável e antigo bairro histórico de Plaka. Respire a arquitetura neoclássica e as pitorescas ruas em labirinto, enquanto visita a capital da Grécia. Muitos museus estão localizados aqui.

Pertinho de Atenas

O antigo Teatro de Epidaurus, perto de Atenas, Grécia

Não muito longe de Atenas está o Antigo Teatro de Epidaurus, um teatro do século 3, considerado um dos mais belos pelos antigos gregos. Hoje, ainda é de tirar o fôlego. Restaurado na década de 1950, é também o local do Festival Anual de Epidaurus e outras apresentações e pode acomodar um público de 14.000 pessoas. Cerca de 40 milhas fora de Atenas em Cabo Sounion, você encontrará o maravilhoso Templo de Posseidon no topo de um penhasco. As ruínas magnificentes, emolduradas pelo Mar Egeu abaixo, são fascinantes ao pôr-do-sol e tranquilas no início da manhã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>